Seguidores

10 de nov de 2011

MESMA ESPERA



" Caminho pelos becos da memória,
murmurando palavras esquecidas.
Debruço-me na saudade,
resgatando sentimentos adormecidos.
Faço dos dias, minha mentira.
Faço das noites, minha dor.
Meses passam,
anos agrego ...
E em meu olhar,
a mesma espera.
Olhar fiel ...
Guardião do teu sorriso.
Da toalha de banho,
ainda com teu perfume.
Das taças de vinho,
cúmplices de nossas juras.
Perco-me,
na imensidão deste sentir.
Na utópica esperança,
de teus lábios beijar,
tua pele tocar.
Novamente ... Te amar "


=- Bruno de Paula -=

Um comentário:

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.