Seguidores

21 de nov de 2009

MEU PRISMA


" Depois da tempestade
Sempre vem um lindo arco-íris .
Dele ...
Faço meu tobogã.
Divirto-me como criança.
Do longínquo horizonte,
Onde muitos desistem
No meio do caminho,
Descobri a Terra do Faz de Conta.
Lá ...
Realizo todos os meus sonhos.
... E assim vou vivendo.
Feliz ... Muito Feliz !
E ainda, tem gente que não acredita ... "
=- Bruno de Paula -=

REAL PRESENÇA


Sutilmente,
Teus sedentos desejos
me acordaram,
Quando em meus sonhos
Saciava-me dos meus,
Na tua doce pele.
Brisa mensageira do prazer,
Trouxe-me teu perfume,
Aguçando meus profanos desejos.
Porém ...
Dos sonhos inacabados,
Tua surreal presença privou-me.
Deixando mais uma vez,
Uma louca vontade
Da tua real presença,
Ainda ausente ...
Em minha cama "
=- Bruno de Paula -=

LÁGRIMA


" Lágrima ... Pequena pausa,
Quando não há mais diálogo
Entre dois corações ...
Prova única e visível,
Que a Alma,
Também sofre por amor "

=- Bruno de Paula -=

CHUVAS DE VERÃO


" Não se deixe iludir
Pelas barulhentas chuvas de verão.
Tua aparência logo nos encanta.
Porém ...
De tão curta intensidade,
Dissipam-se com facilidade.
... São águas passageiras
Que não matam a sede,
E nem refrescam a Alma.
Formam-se a todo instante,
Nos proporcionando
Doces ilusões ... "

=- Bruno de Paula -=

JARDIM

" Se um dia você resolver
Pegar uma flor em teu nome
E guardá-la só para mim,
Não fique triste ...
Deixei para você,
Todo um jardim "

=- Bruno de Paula -=

TEU VOAR


" Alguém muito especial,
Que ao meu lado,
Por instantes ficou.
Com um doloroso adeus,
Outro rumo, o destino impôs.
Deixando-me como presente,
Tua mais nobre essência.
... Enquanto eu respirar
A Terra girar
O tempo passar,
Estarei sobre a pedra
Gasta e incerta,
Contemplando o mar
Versejando à beira-mar
Observando bem de perto,
O teu majestoso voar ... "

=- Bruno de Paula -=

PENSANDO


" ... Às vezes,
Me pego pensando em ti ...
Como o frescor da manhã,
No meu rosto.
Que eterno ...
Nunca me chegou "

=- Bruno de Paula -=

PESO DE UMA VIDA

" Se a Alma
Tivesse o peso de uma Vida,
Todo ser humano,
Não caminharia.
... Rastejaria "

=- Bruno de Paula -=