Seguidores

9 de nov de 2009

CAMINHANDO ENTRE SILÊNCIOS

" Entre passos lentos e tênues,
Flutuo em meio aos teus silêncios,
Mais longos, curtos e dolorosos.
Imerso em teu silêncio, decifro,
Sons que não ouves.
Olhares discretos a ti endereçados.
Sensibilidades que não pressentes.
Tecendo meus pensamentos,
Busco na memória,
O cheiro do teu perfume,
Sussurros da tua voz.
Tua ausência ... Lembranças levou.
Sem resposta, caio no vazio.
Caminhando entre os teus silêncios,
Morro aos poucos, eternizo minha solidão "

=- Bruno de Paula -=