Seguidores

18 de abr de 2012

FOLHA SECA ...


" Deixe a folha seca.
Que o vento não a desperte
e nem a prive desta sombra.
Pois durante sua vida,
sombra ela fez.

Deixe que o outono embale seu sono,
mesmo neste chão frio.
Que sua morte seja velada
pelos olhos da solidão e,
pelas noites estreladas.

Deixe que sua triste forma,
seja símbolo de saudade.
Que poetas, a vistam de versos.
E se Deus, piedade dela tiver,
um dia, no alto de uma árvore ...

Ninho será. "

=- Bruno de Paula -=

UM "TAL" DE AMOR ...


" Falam tanto desse "tal" de amor ...
Quero um dia poder tocá-lo e,
quem sabe, 
ter um só pra mim. "

=- Bruno de Paula -=

(...)


" Quando a manhã se desprende,
meus olhos respiram 
a serenidade do orvalho que repousa.

Minh'alma, ainda liberta,
sorrindo ...
Regressa com o perfume das flores. "

=- Bruno de Paula -=