Seguidores

27 de dez de 2009

MEU SILÊNCIO


" Sentado ... Calado
Na sombra do que sou,
Imagino-te olhando o luar
Beijando o mar ...
Calmo e frio.
Varrendo a cada dia,
Os meus sonhos já sonhados.
Apagando o rastro
Dos meus lábios na tua pele,
Das minhas mãos no teu corpo.
Cada desejo do meu olhar.
Cada sabor do toque meu.
Agora, tatua na tua pele
A dor da minha ausência.
E na tua Alma ...
O meu eterno silêncio "
=- Bruno de Paula -=

MEU TEMPO


" Sou eu ...
Muito a frente do ontem
Imerso no hoje
E a poucos centímetros do amanhã "
=- Bruno de Paula -=


TEU SORRISO


" Nasce de um instante
Surge por tão pouco
Não consegues conter
Ilumina-te ...
Preenche-te.
E a mim ... Encanta "
=- Bruno de Paula -=

NOSSO SILÊNCIO


" Esta noite seremos um só corpo
Quero sentir-te em mim.
E, de repente, sem falar
Mostrar-te a cor do silêncio
Do meu silêncio ...
Vou banhar-me do luar
Ver o dia clarear.
Tatear teus mais profundos silêncios
Degustar os teus gostos e gestos.
Decifrar nos segundos
Cada sussurro do teu olhar "
=- Bruno de Paula -=