Seguidores

15 de out de 2009

G U A R D I Ã O


Nomes já não me importam
Ignoro reticências e as interrogações
Não estou a procura de portos para atracar.

Caminho com minhas dúvidas
Não decidi onde parar
Meu destino vem do acaso.

... Não possuo bagagens
Trago em uma das mãos
Paixões e desilusões.

Na outra
Felicidade e determinação.
Dos sonhos, sou guardião...

(Bruno de Paula)

"CUIDE "

Ele é Frágil,
Ele é Sentimento,
Ele é Único.
Ele é todo Seu..


Bruno de Paula

R E E N C O N T R O

“... Foi me perdendo em você,
Que acabei me reencontrando...”

Bruno de Paula