Seguidores

29 de ago de 2011

ESPECTADORES


Há lições ...

Ao virar uma esquina
Na mesa ao lado
Num porta-retratos

Nos capítulos da história
Na palavra em negrito
Na ingenuidade de uma criança.

De uma forma ou outra
Somos alunos e professores
Nesta sala de aula.

Às vezes
Somos a turma do fundão.
Nem alunos, nem professores.

" Meros espectadores ... "


=- Bruno de Paula -=

23 de ago de 2011

QUANDO NÃO MAIS ...


" Quando meu olhar tocar o infinito
e minh'alma, leve, partir ...
Sentirás em tua solidão,
o terno toque de minhas mãos.
Encontrarás meu sorriso,
dentro dos dias que te sonhei.
Serão teus,
meus últimos versos.
Serão minhas,
tuas lágrimas "


=- Bruno de Paula -=

22 de ago de 2011

SONHA A POESIA


" Na folha em branco
chora o poeta,
palavras vividas.

À luz das estrelas ...
Sonha a eternidade,
sua poesia "


=- Bruno de Paula -=

17 de ago de 2011

SOU MARGEM ...



" Diante da quietude e do lirismo ...
Sou pensamento que desliza
sobre as calmas águas do tempo.

Sou saudade
que deságua no presente,
e represa o passado.

Sou margem ...
Sou o silêncio,
que acolhe a solidão "


=- Bruno de Paula -=

15 de ago de 2011

AS NOITES ...


" As noites ...
Me trazem as brisas,
carregadas de perfumes do campo.

O luar
que com seu manto,
aquece minha pele, em noites de solidão.

O silêncio
confidente e álibi,
da dor de uma paixão.

As noites ...
Só não me trazem
seu rosto, seu beijo, seu perfume.

Somente deixam em minha janela,
saudades de que ainda não tive.
Você ... "


=- Bruno de Paula -=

14 de ago de 2011

FOLHA SECA


" Súbito é o seu cair ...
Triste e lenta queda,
solitária em seu partir.

Maltratada pelo tempo
velada pelo outono,
chora o vento, sua despedida.

Embalada em sono eterno,
esquecida na pedra fria,
jaz "


=- Bruno de Paula -=

12 de ago de 2011

MEUS DIAS ...


" Meus dias ...
Nascem e morrem em você "


=- Bruno de Paula -=

10 de ago de 2011

9 de ago de 2011

MEU DESEJO ...


" Que a vida lhe traga sorrisos.
Fazendo de seus dias,
jardins de encantos ...
Pequeninos canteiros de felicidade "


=- Bruno de Paula -=

8 de ago de 2011

QUEM ...


" De onde vem esse amor ...
Que chega assim de repente
tirando-me do chão ?

Como explicar esse amor ...
Que a cada segundo me consome,
renovando-me a todo instante ?

Em qual jardim guarda sua alma ...
Que em noites de solidão,
oferece-me brisas perfumadas ?

Quem é você ...
Que com um pequeno sorriso,
me tem em suas mãos ? "


=- Bruno de Paula -=

6 de ago de 2011

ABRAÇO DOLORIDO


" Saudade.
Abraço dolorido,
que a alma acolhe sem reclamar ... "


=- Bruno de Paula -=

4 de ago de 2011

TEMPO E SENTIMENTOS



" Lentamente ...
O passado deságua no presente,
deixando pelas margens da saudade
fragmentos do tempo e sentimentos.
O tempo,
efêmero diante do próprio tempo.
Já os sentimentos,
eternos aos olhos do coração "


=- Bruno de Paula -=

600 "AMIGOS SEGUIDORES"

THANK'S !

MAR & LUAR


" Sem descansar ...
Tece o mar,
em suas espumas,
um branco véu.

Na praia ...
Um lindo tapete,
feito de búzios,
a espera do luar "


Bruno de Paula

3 de ago de 2011