Seguidores

14 de fev de 2011

ESPELHO D'ÁGUA


" Meu olhar nasce de teu olhar.
Em ti, meus pensamentos se diluem.
Vejo-te em meu rosto,
Imagem viva de que sou.
Neste espelho, não há passado
Não há futuro.
Apenas o presente,
Me olhando inerte.
Sempre serás reflexos de Narcisos
Imagem que me transporta
À imensidão do meu nada ... "


=- Bruno de Paula -=

O SILÊNCIO DE UMA ESPERA


" Tarde cinzenta
Ventos uivantes, ruas desertas
Frio de inverno em plena primavera
Retrato da solidão.

Sutilmente
A chuva vem me tocar
De leve me beijar
Suavemente me abraçar.

No desejo de compensar ...
O silêncio de uma espera
O vazio de um coração
A saudade de uma paixão "


=- Bruno de Paula -=