Seguidores

21 de jun de 2013

MINHA SOLIDÃO


" Não há voz, que à minha voz, responda.
Não há eco, que carregue meus sussurros,
minha dor, meus suspiros.
Nesta casa deserta, não existe chegada.
No quintal, da noite inquieta, apenas vultos. "

=- Bruno de Paula -=

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.