Seguidores

5 de dez de 2011

ENSINAS-ME



" Olho-te ... Escuto-te ... Sinto-te.
Ensinas-me a interpretar o choro de tuas águas.
Ensinas-me a chorar por esta pobre humanidade.
A mesma que te e, se aniquila ... "



=- Bruno de Paula -=

Um comentário:

  1. LAGOA

    Águas que caiem
    em cascatas
    debruçando
    nas pedras por onde passam
    verdes são teus muros
    onde adormeçes
    calma e serena...

    Quero pra mim
    banho doce
    cintilando de frescura
    por entre as àguas
    que deslizam
    como chuva de prata...

    Gota a gota
    de cabelos molhados
    salpico meu corpo
    passeando por entre nenúfares
    da lagoa...

    Paraíso na Terra
    Éden...
    Deleito-me na maravilha
    onde nem ouso falar....

    ResponderExcluir

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.