Seguidores

12 de nov de 2011

EFÊMERO


" Do mar,
um sopro.
Do sopro,
uma brisa.
Da brisa,
uma nuvem.
Da nuvem,
uma lágrima.
Da lágrima,
uma garoa.
Da garoa,
um arco-íris.
Do arco-íris,
uma janela.
Da janela,
uma paisagem ... "

Momentos que chegam.
Momentos que vão.
Morrem do início.
Nascem do nada.


=- Bruno de Paula -=

Um comentário:

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.