Seguidores

31 de out de 2011

POR UM DESCUIDO


" Saudades do que passamos.
Das longas noites,
em que nos cobríamos de estrelas,
onde desenhávamos desejos,
e dormíamos com a lua.
Dos sonhos tocados,
que se despediam ao amanhecer.
Das meias porções nos barzinhos,
da música ao vivo,
do beijo esperado e demorado.
Das ressacas de felicidade.
Dos dias difíceis ...
Do tilintar das moedas.
Saudades daquela estrada
onde colhíamos baldes de flores e,
que por um descuido,
sem percebermos,
nos perdemos "


=- Bruno de Paula -=

Um comentário:

  1. Houve um tempo... nos perdemos... Tudo parou de existir... um vazio na estrada da vida sem você em mim... Sei que éramos, sei que tínhamos... agora sei deste vazio, seu eco ainda vibra em mim... Quero me acomodar em qualquer tanto faz, para que permaneça qualquer lembrança sua pousada em mim. Um grande abraço!

    ResponderExcluir

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.