Seguidores

30 de jul de 2011

TEU CORPO, MEU POEMA ...



" Esta noite ...
Quero desnudar tuas palavras,
teus gestos,
no nosso mais profundo silêncio.
No entrelaçar dos desejos ...
Quero provar do teu mel.
mapear os teus sentidos
com o toque dos meus lábios.
Parar o tempo,
dentro do nosso tempo.
Vestir-me do calor da tua pele
e sem pressa alguma ...
Escrever em teu corpo
o meu mais longo poema "


=- Bruno de Paula -=

Um comentário:

  1. Deliciosamente lindo!
    O amor nos mostra inúmeros caminhos, muitos nos fazem nutrir desejos inusitados... É preciso coragem e ousadia para amar...
    Um grande abraço!

    ResponderExcluir

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.