Seguidores

14 de fev de 2010

VENDAVAL


" Quantos vendavais aguentei firme ...
Tudo a minha volta
Anunciava uma grande tragédia.
Vinda em tons cinzas e pretos
Um intenso vendaval interno
Com o único propósito de arruinar-me.
Muitas vezes em desespero,
Não conseguia enxergar portas e janelas ...
Me via perdido dentro do meu próprio Eu,
Aguardando o final de mais um vendaval.
Quando o céu vestia-se novamente do azul,
Era o momento
De fazer o reconhecimento dos estragos
Tirar o pó da roupa e dos tênis
E mesmo que cambaleando
Arrumar a casa ... "
=- Bruno de Paula -=

Um comentário:

  1. QUÃO ENCORAJADORAS SÃO SUAS PALAVRAS... VC REUNIU NUM SÓ MOMENTO TODO GARRA E FORÇA PRA DIZER AO SEU PÚBLICO..."ACONTEÇA O QUE ACONTECER... NÃO DESANIME... NUUUUUUUUUUUUNCA".

    ResponderExcluir

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.