Seguidores

4 de jan de 2010

NOITE NO CAIS


" Sentado aqui
Nesta pedra nua e fria
Já desgastada pelo mar ...
Respiro o ar do cais,
Fecho os olhos,
E quase te sinto ...
É a brisa que me afaga
Os cabelos ...
A face ...
A alma ...
Queria que fosses tu ...
Levando esta saudade "
=- Bruno de Paula -=


2 comentários:

  1. Lindo poema Bruno!!
    E que sua musa continue lhe dando tanta inspiração!!
    Doces beijos

    ResponderExcluir
  2. Saudade...soube bem expressá-la.
    Linda a tua obra.
    Bom dia pra ti.

    ResponderExcluir

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.