Seguidores

31 de jan de 2010

JARDIM SOLIDÃO


" Pensamentos que morrem nos lábios.
Dia de palavras ausentes.
Olhar fixo no ontem.
Saudades do sonho não sonhado.
Feridas colhidas
No jardim solidão ... "
=- Bruno de Paula -=

Um comentário:

  1. Poeta e leitora... entendem a mesma linguagem... choram as mesmas lágrimas... pelas trilhas do mundo.Bjos!

    ResponderExcluir

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.